quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Mandalas, uma forma de felicidade!


Este post é sobre um tema que ainda não escrevi e que faz parte da minha história.
Quando eu era jovem, adorava desenhar e a professora sempre mandava a turma desenhar “rosáceas”. Eu gostava tanto que fazia para toda a turma. Quando as criava e pintava me sentia super bem, feliz.
Passou o tempo e , fazendo um curso de psicologia, o professor começou a falar em Jung e em mandalas. De repente, começou a mostrar as figuras de mandalas. Fiquei impressionada, pois alí estavam minhas rosáceas de adolescente e eu nem sabia como chamavam. Daquele momento em diante fui pesquisar sobre as mandalas e descobri a sua importância. Fiquei absolutamente encantada com as formas e o bem que um desenho podia proporcionar. Me tornei um discípula de Jung, até porque fui conhecer sua vasta obra e os benefícios da terapia das mandalas.
Dois textos são bem importantes para os que não conhecem tornarem-se interessados e se beneficiarem desses desenhos.
Primeiro vou falar sobre o que são mandalas, em um pequeno texto. A seguir tem um texto mais explicativo . Além de tentar mostrar os benefícios desta “brincadeira” diária. Sejam bem-vindos ao mundo das mandalas. Aproveitem!!!
O que são Mandalas

“Ao olhar uma mandala vemos um desenho circular, que contém em seu interior formas variadas. No centro desse desnho há uma área da qual tudo parece ter sido gerado.
O nome mandala faz pensar em energia, algo misterioso, o que provoca uma atração universal pelas mandalas. Como no passado, hoje todos querem saber o que é, realmente, uma mandala.
Uma Mandala represente uma célula, um disco solar ou lunar, um espaço que lembra o povo primitivo ao redor de uma fogueira. É impossível dizer o que inspirou a criação da primeira mandala, mas é certo que encontramos mandalas já nos primórdios da evolução humana, pois há desenhos de mandalas nas cavernas pré-históricas, ainda que bastante simplificadas.
Ao analisar uma mandala , encontramos alguns elementos comuns a todas. A forma circular é uma regra. O ponto central é outro elemento sempre presente. A repetição ou simetria das formas que constituem o desnho é uma constante..” (Celina Fioravante)

MANDALAS

A Palavra sânscrita MANDALA significa “círculo” no sentido habitual da palavra. No âmbito dos costumes religiosos e na psicologia, designa imagens circulares que são desenhadas, pintadas, configuradas plasticamente ou dançadas.
Configurações plásticas deste tipo são encontradas no Budismo Tibetano e, como figuras circulares de dança, ocorrem nos mosteiros dos derviches. Como fenômeno psicológico aparecem espontaneamente em sonhos, em certos estados conflitivos e na esquizofrenia.
Freqüentemente contêm uma quaternidade ou múltiplo de quatro, sob a forma de cruz ou estrela, ou ainda um quadrado, octógono, etc.
As MANDALAS são representadas de diversas maneiras de acordo com as exigências rituais ou grau de iniciação e orientação da seita que ela representa.
Há muitas variações do tema , mas todas se baseiam na quadratura do círculo.
Seu tema básico é o pressentimento de um centro da personalidade, por assim dizer um lugar central no interior da alma, com o qual tudo se relaciona e que ordena todas as coisas, representando ao mesmo tempo uma fonte de energia. A energia do ponto central manifesta-se na compulsão e ímpeto irresistíveis de tornar-se o que é , tal como todo organismo é compelido a assumir aproximadamente a forma que lhe é essencialmente própria.
Este centro não é pensado como sendo o Eu, mas se assim se pode dizer, como o Si-mesmo.
A literatura lamaica dá prescrições sobre como deve ser pintado um círculo desse tipo e como utilizá-lo, mas os psicanalistas modernos e os adeptos da Ioga, têm trabalhado com pintura de Mandalas, com objetivo de acalmar e conhecer, através das cores o que a figura representa para quem pintou.
Pintar Mandalas é altamente tranqüilizante. Devemos estar sozinhos, se puder, ouvindo um mantra e deixar nossa imaginação fluir para escolher as cores que serão usadas.
É importante também que ao acabar de pintar uma Mandala tentemos escrever sobre o que sentimos e pensamos naquele momento, isso após nosso desligamento do trabalho.
MANDALAS

Colorir MANDALAS, ajuda a superar problemas

Quinze minutos diários de trabalho com elas, ajuda a sair da depressão e equilibrar-se emocionalmente.
Mandalas, são figuras em forma de círculo. Podem conter também, Triângulos, Quadrados, Linhas ou outros elementos arranjados de tal forma que a visão sempre focalize o Centro, simbolizando o conceito de que Deus é origem de tudo.
Seu desenho, forma um campo energético que atua nas pessoas, produzindo diversos efeitos.
“Se você ficar olhando uma delas, sua energia será modificada mesmo que não deseje conscientemente que isso aconteça”.
Quando estamos pintando uma figura de Mandala não é necessário que seja escolhida uma cor ou cores, devemos deixar fluir nossa imaginação e ir pintando, seja com lápis de cera ou de cor, guache, hidrocor , tudo é válido . As cores têm energia e potencializam o efeito da Mandala. A própria pessoa ao escolher as cores , já está escolhendo a energia de que precisa.
Após pintar, deve-se colocá-las num lugar visível para serem observadas. Elas não foram feitas para serem guardadas em gavetas. Pode-se olhar fixamente para a figura por alguns minutos todos os dias, como numa meditação e mentalizar o objetivo desejado.
Muitas vezes a dinâmica das Mandalas é a melhor terapia para as pessoas que, de tão abaladas mental ou emocionalmente, não conseguem se concentrar em outros tratamentos ou dinâmicas.

Como trabalhar com as Mandalas:
1- Escolha as que mais lhe agradem e tire várias xerox. (ampliadas)
2- Escolha um local e horário tranqüilos, em que você não deve ser incomodado
3- Pinte uma Mandala de cada vez, do começo ao fim, a cada dia.
Guarde-a em pastas ou pendure em lugar visível para efeito de comparação futura do tratamento.

Efeitos das Mandalas:
1- EQUILÍBRIO- os dois triângulos no centro da figura trazem harmonia e centralizam o self dos que estão sem rumo.
2- LONGEVIDADE- prolongar a vida e fortalecer a saúde, é o objetivo da Mandala, segundo os Hindus
3- REALIZAÇÕES- os Hindus utilizam a Mandala para realizar seus desejos. Ao pintá-la deve-se dizer-se as palavras KRISHNA DHARANA YANTRA.
4- PROTEÇÃO- na Índia, a Mandala é utilizada para fortalecer a pessoa que precisa enfrentar adversidades e inimigos. Também ajuda a mudar os aspectos negativos do destino.
5- BOA-SORTE- A Mandala serve para tirar o medo , auxilia na cura de doenças e também, atrai fama e fortuna.
6- CONCRETIZAÇÃO DE PROJETOS- Mandala da representação das fases da Lua. Utilizada para auxiliar na realizção de objetivos. Inicie sua pintura na época da Lua Nova.


Todas essas mandalas foram pintadas por mim e as de cima estão em molduras de vidro.

6 comentários:

SGi/Sonia disse...

Vou fazer uma pra mim!
Marisa querida, chegou a sua cartinha. Obrigada.

Beijins com felicidades Sempre:)

Nina disse...

que interessante, nunca soube disso.
os meninos tinham varios livrinhos pra colorir mandalas... legal isso.

poxa chegou sua cartinha pra sonia, a minha ainda nao chegou pra ti e nem a tua pra mim, puxa :(

Monica Loureiro disse...

Menina, não sabia que era tão legal esta história de mandala...

Ita Andrade disse...

Oi Marisa!
Muito obrigada por tudo!
Minha mãe esta se recuperando porque as vibraçoes de todos chegaram ao Céu.
Adorei o selo e o post das mandalas, adoro pintar mandalas em seda, quem sabe um dia uma chega até voce...Estou para ir a Niteroi, eu procuro você
grande abraço

Alone disse...

Nossa, esse Blog tbme é história! Dorey! =D

Andréa Brandão disse...

Lindas suas mandalas! Adorei!
Não faço as mandalas geométricas como você. Gosto de trabalhar de forma mais livre e usar texturas.

Parabéns pelo seu blog. Está maravilhoso, bem diversificado.

Dê uma comidinha ao panda