quinta-feira, 31 de julho de 2008

Mexendo no Baú do Teatro!!!!!

Caramba, já faz tempo que o grupo HistoriArte acabou, mas as lembranças dele ainda estão presentes no nosso coração, meu e da Luciana, que tivemos o prazer de dar aulas e nos divertir tanto com alunos tão diferentes, mas com vontade de atuar .
Foram 10 anos de curso e muitas turmas passaram pela Biblioteca Anisio Teixeira onde o curso de teatro acontecia, 3 vezes por semana, à noite.
Lembro tanto de alguns alunos que deram trabalho, mas conseguíamos que fizessem o seu melhor nas peças que eram encenadas. (Antes havia os seminários, onde eles tinham que pesquisar e nos mostrar suas conclusões!!! ) Foram tantas montagens. Algumas no improvisado teatro da BEIAT, outras, dos alunos mais adiantados, no teatro do DCE da UFF.
Os ensaios nos fins de semana eram uma grande bagunça organizada. Levavam comida, biscoitos e, assim, se passava o sábado e às vezes o domingo em vésperas de apresentação.
Alguns alunos marcaram nossa vida e são até hoje grandes amigos. A Flávia, cheia de dúvidas e inseguranças, hoje mora na Austrália (casada!!!), os irmãos Delano e Delaine, advogados, amigos fiéis, Luis Cláudio, um dos mais levados junto com o Michel, agora é ator profissional e faz diversos trabalhos em teatro e até algumas participações em televisão!!! Acho que esse vai longe, tem talento. Outros também tinham, mas não continuaram.
Montamos com eles algumas peças de sucesso como: “Amor”, de Oduvaldo Vianna; “Brasileiras e Brasileiros”, de Luis Fernando Veríssimo; “A Revolução das Mulheres”, de Aristófanes; “Perdoa-me por me traíres”, de Nelson Rodrigues, “Bailei na Curva” de Julio Conte.
Além de peças infantis, com o grupo dos mais jovens. “O Castelo das 7 torres”, “O Mistério de Feiurinha”, “Suriléa-mãe-monstrinha” entre outras.
Sinto falta de uma época que era muito divertida, às sextas-feiras íamos depois da aula para o clube IPC para dançar .
Infelizmente tudo passa e só fica a saudade, mas é muito bom lembrar de bons momentos.

Voltar ao TOPO

5 comentários:

Nina disse...

Ahh e como é bom lembrar do bons momentos, eu que o diga, às vezes me sento e rio sozinha. ai vem alguém e fala: "mãe, ta tudo bem? por onde tu andava? ahh já sei,lembrando..."
pois é.

gente adoro teatro, tem coisa mais viva e linda que aquilo ? tudo tao visceral. amo!

querida, vim dar um abracao e um tchau, tá?

vamos viajar de ferias. a gente se encontra na volta. bjs e vai curtir tbm uma praia, faz bem. eu conheci itacoatira e camboinhas, em niteroi, (comboinhas é certo ne? agora me falhou a memoria.. mas acho que sim) adorei os dias que passei em niterói.

tchauzinho e se cuida!

Delano disse...

Nossa Marisa... fiquei até emocionado com o texto e com as fotos! Tempo bom aquele né! A gente se divertia! As fotos me remeteram a um sentimento de infância, gostoso, sabe? Muitas saudades...

Luis Lobianco disse...

Pois é Tia Marisa... o tempo passa mesmo sem pedir licença, sem nos consultar. Parece que essas doces lembranças estão muito distantes mas ao mesmo tempo ainda estão muito vivas dentro de mim.
Não consegui não ficar emocionado com seu texto. A gente era muito feliz de maneira simples, com união, carinho, risadas e nem por isso o que fazíamos não era levado a sério. Foi uma época de ternura e eu mesmo, em relação ao meu ofício, não me sentia tão cobrado como hoje.
Eu não tenho muita paciência pra saudosismos mas adoro sentir saudade. Nesse momento eu sinto uma saudade apertada pra caramba...
Sinto muito orgulho de ter essa passagem bonita na minha vida.

bel sant anna disse...

bons momentos são praser vividos e lembrados...me lembro tb agora de como eu me sentia bem no teatro daescola...arte faz bem a alma!

Flávia disse...

Tia Marisa,
AMEI rever essas fotos!!! Que saudade dessa fase boa, cheia de alegrias, "dramas"(que faz parte de todo grupo de teatro que se preze...) e amizades intensas! Pode-se notar essa plenitude nas nossas carinhas!!!
A gente não só fazia teatro com amor, mas nos divertíamos muito mesmo...Cada aula, cada ensaio, cada ida na sua casa após o ensaio era sempre maravilhoso. Fora IPC, aniversários e as conversas varando a madrugada!!! Lembra? E ríamos muito!!! Foi um momento bom na minha vida, de total entrega ao teatro e, principalmente, a um círculo de amizade que tenho no meu coração pra sempre.
Hoje, embora cada um tenha seguido seu caminho, temos em comum um sentimento de amizade, e somos cúmplices de um momento que vale sempre a pena recordar...
Bateu saudade, tia Marisa...
bjos
Flávia

Dê uma comidinha ao panda